VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
O lema UNIDADE, ACÇÃO, PROGRESSO, representa os valores básicos da política e moral em que assenta a vida da nação e do povo.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Tribunal de Recurso valida resultados, vitória da Fretilin

Foto Antonio Sampaio/Lusa/Timor
Díli, 01 ago (Lusa) - O Tribunal de Recurso timorense validou hoje os resultados finais das legislativas de 22 de julho, confirmando a vitória da Fretilin, permitindo que o Presidente de Timor-Leste convide o partido a formar Governo.

Deolindo dos Santos, presidente do Tribunal de Recurso leu o acórdão numa audiência com representantes dos partidos políticos, o presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e observadores nacionais e internacionais.

"Este coletivo de juízes delibera julgar válidas as eleições realizadas em 22 de julho e definitivos os resultados apurados a seguir disseminados que agora são proclamadas pelo presidente do Tribunal de Recurso", disse Deolindo dos Santos, lendo o acórdão.

O acórdão, assinado pelos três juízes do Tribunal de Recurso, Deolindo dos Santos, Guilhermino da Silva e Natércia Gusmão, notou que a tabulação nacional realizada pela CNE não foi alvo de recurso e não foram detetadas irregularidades no processo de votação.

"O apuramento feito por esta comissão está correto e a conversão de votos em mandatos e atribuição de mandatos foi feita de acordo com o disposto" na lei em vigor, considerou o tribunal.

O acórdão de certificação dos resultados, que vai ser agora publicado no Jornal da República, certifica os números finais obtidos pelas 21 forças políticas que se apresentaram a votos a 22 de julho, das quais cinco ultrapassaram a barreira de 4% dos votos válidos necessária para chegar ao Parlamento Nacional.

Depois da contagem a nível municipal, a CNE realizou a tabulação nacional dos votos, decidindo também sobre os menos de 200 votos reclamados.

Os resultados finais agora comprovados pelo Tribunal de Recurso confirmam que a Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin) obteve 168.480 votos (29,7% do total), o que lhe dá 23 lugares no Parlamento, tendo obtido mais 1.135 votos que o Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), que conseguiu 167.345 votos (29,5% do total) e ficará com 22 deputados.

O Partido Libertação Popular (PLP) obteve 60.098 votos (10,6% do total), o que garante oito lugares no parlamento, o Partido Democrático (PC) 55.608 votos (9,8% do total) e sete deputados, e finalmente o Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) 36.547 votos (6,4% do total) e cinco lugares.

Votaram um total de 583.956 timorenses. Foram considerados 568.070 (97,28%) votos válidos, 4.097 (0,70%) brancos, e 11.711 (2,1%) nulos, refere o acórdão.

O chefe de Estado timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, deverá fazer uma declaração ao país sobre as eleições na quarta-feira, podendo começar a ouvir os partidos políticos na quinta, disse fonte da Presidência à Lusa.

Estes são os resultados finais das eleições parlamentares de 2017 em Timor-Leste:

Partido Votos %

1 FRETILIN 168480 29,7%
2 CNRT 167345 29,5%
3 PLP 60098 10,6%
4 PD 55608 9,8%
5 KHUNTO 36547 6,4%
6 PUDD 15887 2,8%
7 UDT 11255 2,0%
8 FM 8849 1,6%
9 PEP 6775 1,2%
10 APMT 5461 1,0%
11 BUP 4999 0,9%
12 PST 4891 0,9%
13 PSD 4688 0,8%
14 PR 3951 0,7%
15 PDN 3846 0,7%
16 CASDT 2330 0,4%
17 PDP 2079 0,4%
18 PDC 1764 0,3%
19 MLPM 1332 0,2%
20 UNDERTIM 1216 0,2%
21 PTD 661 0,1%

ASP
Lusa/Fim
Fonte: Antonio Sampaio/Lusa/Timor

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.