VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Congresso  Nacional de Recontrucão de Timor-Leste Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente Partido Democratico Frenti-Mudança FM Partido Socialista Timor Partido do Desenvolvimento Nacional Associação Social-Democrata Timorense União Nacional Democrática de Resistência Timorense União Democrática Timorense Partidu Republikanu Partido Libertasaun Povu 

Aileba Partido Democrática Republica de 

Timor Associação Popular Monarquia Timorense Partido Unidade Nacional Partido Milénio Democrático Klibur Oan Timor Asuwain Aliança Democrática Partido Timorense Democrático Partidu Democrática Liberal Partido do 

Desenvolvimento Popular Partido Democrata Cristão

Ohin, 7 Dezembru, Tinan 41 Liu-ba Indonesia Invade Timor-Leste (1975-2016)
7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste
TIMOR-LESTE
Ami nia mehi ma'ak Liberta ita nia Rain no Liberta ita nia Povo, Ita hotu nia Mehi ma'ak Ukun Rasik An!".


Memoria 7 Dezembru 1975 - Invazaun Militar Indonesia Mai Timor-Leste
Portugal disse aos EUA que não se oporia à invasão de Timor-Leste
Mengungkap Invasi Indonesia di Timor-Timur

Kopassus veterans mark 41 years since Indonesia's invasion of East Timor

Pertempuran sengit & berdarah di Dili, Kopassus Vs Tropaz

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Timor-Leste faz declaração sobre fronteiras marítimas em evento do Tribunal Internacional do Direito do Mar

DECLARAÇÃO DE JOAQUIM DA FONSECA, EMBAIXADOR DE TIMOR - LESTE N O REINO UNIDO E NEGOCIADOR - CHEFE COM A AUSTRÁLIA

“WORKSHOP” REGIONAL DO TIDM, BALI, 27 E 28 DE AGOSTO DE 2015

Joaquim da Fonseca
Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos organizadores destes três dias de eventos , o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, o Tribunal Internacional do Direito do Mar (TIDM), e o Instituto Marítimo Coreano, e louvar a excelente organização e apoio proporcionados. 

Estamos muito gratos por termos sido convidados para o Seminário e para o “workshop”. As apresentações e debates realizados durante os últimos três dias foram muito úteis para os participantes de Timor-Leste. 

Como é do conhecimento geral, Timor-Leste é um Estado com uma vasta costa. As zonas marítimas que rodeiam o nosso país e os recursos que contêm são importantes para a sobrevivência do povo de timorense e para o desenvolvimento económico do país. 

Além da sua importância económica, as zonas marítimas em torno de Timor-Leste também têm um importante significado simbólico e político. O povo de Timor-Leste atribui uma grande importância à delimitação de fronteiras marítimas permanentes, como forma de garantir a nossa soberania como um Estado independente. 

Como tiveram oportunidade de ouvir ontem o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, Retno Marsudi, o Presidente da República da Indonésia e o Primeiro-Ministro de Timor-Leste acordaram em iniciar negociações para delimitar as fronteiras marítimas entre os dois países. Estamos ansiosos por trabalhar com os nossos colegas e amigos indonésios num espírito de cooperação e de boa-fé, para alcançar um acordo que seja positivo para os nossos países. 

As palavras do ex-Ministro dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, Hasan Wirayuda, na abertura do seminário, encorajaramnos, quando disse que a Indonésia deveria iniciar agora as negociações para estabelecer os limites fronteiriços num momento em que desfrutamos de um excelente relacionamento. 

Atualmente, as fronteiras marítimas entre Timor-Leste e a Austrália, no mar de Timor, não estão ainda definidas. Os recursos de hidrocarbonetos no mar de Timor estão atualmente a ser explorados com base num regime temporário, através de vários tratados. 

Timor-Leste continua empenhado em honrar as suas obrigações internacionais na delimitação de fronteiras marítimas no Mar de Timor, inclusivamente com a Austrália. Temos esperança de receber da Austrália o mesmo empenho. Com a retirada da Austrália da jurisdição da TIDM e Tribunal Internacional de Justiça sobre disputas relacionadas com fronteiras marítimas, a única opção para Timor-Leste fixar as suas fronteiras marítimas como vizinho australiano é através de negociações. 

Timor-Leste acredita firmemente que o direito internacional e os mecanismos para a sua aplicação podem fornecer um meio eficaz de resolução de disputas, especialmente quando as partes têm numa relação assimétrica. Estamos empenhados em fazer o melhor uso destes mecanismos para conseguir a delimitação final das fronteiras marítimas com a Austrália. 

Para futuros “workshops”, consideramos que seria benéfico o TIDM fazer simulações dos trabalhos e dos procedimentos que costuma utilizar nas audiências de conflitos internacionais. 

Uma vez mais, parabéns por este excelente evento e pelo bom trabalho da organização.

Obrigado.

http://timor-leste.gov.tl

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.