VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

domingo, 27 de janeiro de 2013

Governo timorense lança projeto de construção da primeira autoestrada do país

Foto António Amaral / LUSA
Díli, 25 jan (Lusa) - Os ministros das Obras Públicas e dos Recursos Naturais de Timor-Leste assinaram hoje o projeto de construção da Primeira Autoestrada do país, cujas obras devem arrancar em junho.

"É um megaprojeto com um orçamento de quase 10 milhões de dólares por quilómetro", afirmou o ministro das Obras Públicas timorense, Gastão Francisco de Sousa.

A autoestrada com quatro faixas deverá estar terminada em 2017 e vai ser construída na costa sul de Timor-Leste entre o Suai e Beasu num total de cerca de 155 quilómetros.

Em junho, segundo o ministro das Obras Públicas, deverá ter início a construção da primeira fase da autoestrada, cerca de 33,3 quilómetros, que vão ligar o Suai e Fatukai.

Nos próximos meses, as autoridades timorenses vão lançar um concurso internacional para a implementação da primeira fase.

Segundo o ministro das Obras Públicas, há empresas da China, Singapura e da Indonésia "muito interessadas" em concorrer ao projeto.

A autoestrada vai suportar o negócio da indústria petrolífera que o governo timorense pretende criar na costa sul do país entre Suai e Beasu, conhecido como projeto Tasi Mane.

"É uma parte fundamental para ligar os três polos de crescimento na costa sul de Timor-Leste: Suai, Betano e Beasu", afirmou o ministro dos Recurso Naturais, Alfredo Pires.

Alfredo Pires explicou que a autoestrada vai permitir que o tempo da viagem entre o Suai e Beasu, que agora demora 10 horas, passe a durar uma hora e meia.

O projeto Tasi Mane tem como principal objetivo desenvolver a costa sul do país através da indústria petrolífera e inclui a construção de três grupos industriais, que serão a espinha dorsal daquele setor empresarial do país.

Tasi Mane inclui a base de fornecimento do Suai, a refinaria e um grupo de indústria petroquímica em Betano e uma exploração de gás (através do gasoduto que as autoridades timorenses pretendem ver construído a partir do Greater Sunrise) em Viqueque/Beasu.

A cerimónia de lançamento da construção da autoestrada decorreu nos escritórios da empresa petrolífera timorense TimorGAP.

MSE // JCS

 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.