VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
POVU NIA LIAN
Bazeia Polemika Iha Publiku, Deputadu sira Kansela Leilaun Prado
Estraga Karreta 12, MUTL Husu PNTL Investiga
Membru PNTL Asalta UNTL
Lejislatura Da-haat Mak Sei Ezekuta Kareta Prado

 
 
   

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Timor-Leste: Setor público impulsiona “forte crescimento” económico – secretário-geral ONU

Nova Iorque, 18 out (Lusa) - Timor-Leste está a registar este ano um "forte crescimento" económico, impulsionado pelos gastos do setor público, enquanto o Fundo Petrolífero continua a acumular receitas, afirma o secretário-geral das Nações Unidas.

No seu mais recente relatório sobre a missão da ONU em Timor-Leste, que está a circular pelos países membros do Conselho de Segurança, Ban Ki-moon salienta que o valor do Fundo Petrolífero atingiu 8,3 mil milhões de dólares no final de junho e considera positivas as emendas à lei que rege esta entidade, aprovadas pelo parlamento.

Estas, refere, "permitem maior flexibilidade de investimento em diferentes instrumentos financeiros e a possibilidade de aquisição de empréstimos".

Ainda no "crítico setor do petróleo", sublinha, o conselho de ministros aprovou um decreto que cria a empresa pública TIMORGAP, que irá gerir os ativos do Estado nesta indústria.
Para este ano, o Orçamento do Estado timorense atinge 1,3 mil milhões de dólares.

Inclui a criação de um fundo de infraestruturas, de 506 milhões de dólares, e um fundo de desenvolvimento de capital humano, que conta com 25 milhões de dólares, adianta o relatório de Ban Ki-moon.

No seu mais recente relatório sobre as economias dos países lusófonos, o Banco de Portugal prevê um crescimento do PIB real não-petrolífero de 7,3 por cento em 2011, um abrandamento em relação aos 9,5 por cento no ano passado.

A inflação deverá recuar dos 6,8 por cento no ano passado, para 6 por cento este ano, segundo a mesma fonte.

A exploração "off-shore" de petróleo e gás, num ambiente de maior estabilidade política e social estão a contribuir de forma positiva para conjuntura macroeconómica timorense, adianta o Banco de Portugal.

PDF
Lusa/Fim

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.