VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Congresso  Nacional de Recontrucão de Timor-Leste Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente Partido Democratico Frenti-Mudança FM Partido Socialista Timor Partido do Desenvolvimento Nacional Associação Social-Democrata Timorense União Nacional Democrática de Resistência Timorense União Democrática Timorense Partidu Republikanu Partido Libertasaun Povu 

Aileba Partido Democrática Republica de 

Timor Associação Popular Monarquia Timorense Partido Unidade Nacional Partido Milénio Democrático Klibur Oan Timor Asuwain Aliança Democrática Partido Timorense Democrático Partidu Democrática Liberal Partido do 

Desenvolvimento Popular Partido Democrata Cristão

Ohin, 7 Dezembru, Tinan 41 Liu-ba Indonesia Invade Timor-Leste (1975-2016)
7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste
TIMOR-LESTE
Ami nia mehi ma'ak Liberta ita nia Rain no Liberta ita nia Povo, Ita hotu nia Mehi ma'ak Ukun Rasik An!".


Memoria 7 Dezembru 1975 - Invazaun Militar Indonesia Mai Timor-Leste
Portugal disse aos EUA que não se oporia à invasão de Timor-Leste
Mengungkap Invasi Indonesia di Timor-Timur

Kopassus veterans mark 41 years since Indonesia's invasion of East Timor

Pertempuran sengit & berdarah di Dili, Kopassus Vs Tropaz

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Olimpíadas de Matemática da Lusófona: Entrevista com Fernando Gama

Timor participou nas primeiras Olimpíadas de Matemática da Lusófona promovidas pelo Departamento de Matemática e pela Sociedade Portuguesa de Matemática na Universidade de Coimbra decorrentes entre os dias 20 e 31 de Julho de 2011.

A adesão a este evento concluiu-se com a participação de 24 alunos provenientes de Países de expressão Portuguesa: “Angola, Brasil, Cabo Verde, Guine Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.”

Nesta edição, o Forum Haksesuk teve a oportunidade de conversar com Fernando Gama, o sub-delegado da comitiva timorense.

Forum Haksesuk (FH): Qual a sua opinião sobre o Campeonato de Matemática promovido pelo Departamento de Matemática e pela Sociedade Portuguesa de Matemática na Universidade de Coimbra?

Fernando Gama: Este campeonato é um evento muito importante, sendo que se afirma na realidade a Matemática em si. Esta primeira fase correu bem, esperamos pelos resultados e continuaremos a trabalhar para o futuro.

Na minha opinião estas actividades servem para Aprofundar o conhecimento da Matemática e criar uma relação de amizade com os outros países da CPLP. É deveras importante uma vez que se pode medir o nível de conhecimento de cada País e analisar o desenvolvimento da Matemática nestes países, torna-se um processo “engraçado” uma vez que ao mesmo tempo motiva para que possamos prosseguir e progredir.

FH: Em relação á Comissão Organizadora deste Campeonato, qual a sua opinião?

Fernando Gama: Bem, a equipa de Timor foi bem recebida pela Comissão Organizadora, nomeadamente pela Sociedade Portuguesa da Matemática que nos recebeu no aeroporto de Lisboa. Correu bem, como ja havia dito trabalhemos para o futuro.

FH: Este campeonato teve algum apoio? Quais os patrocinadores principais, desde o nível nacional até ao nível internacional?

Fernando Gama: Sim, obtivemos apoios da responsabilidade do nosso País Timor Leste, nomeadamente o Ministério da Educação que garantiu a viagem de 4 alunos e eu como sub - delegação que acompanha os 4 alunos.

A acomodação interna foi da responsabilidade da comissão organizadora Sociedade Portuguesa, do departamento da Matemática da Universidade de Coimbra que por sua vez obteve apoio do Banco Espírito Santo e outras associações que vieram apoiar este evento.

FH: Como foi o processo de preparação dos nossos participantes, aliás destes 4 alunos antes de vir a Portugal?

Fernando Gama: É uma boa pergunta! Houve uma selecção a nível Nacional, uma vez que o objectivo era escolher os melhores alunos para participar nestas actividades, sendo que este campeonato envolve vários países de CPLP não só Timor.

Durante este processo foram seleccionadas 2 Escolas para participar nestas Olimpíadas, a Escola Portuguesa de Díli e a Escola Externato de S. Jose, só houve selecção entre estas 2 escolas por uma simples razão, este processo de selecção decorreu na mesma altura em que no Ministério da Educação estava em vigor mudanças para concursos para as posições de Directores Nacionais e alguns Directores de Escolas e com estes eventos não podemos incluir todas as escolas então seleccionámos as melhores, (Externato de S. José e Escola Portuguesas de Díli), mas para o próximo ano o Ministério de Educação já tem um plano para se poder implementar e realizar estas actividades a nível nacional para todas as escolas em Timor Leste antes de participar nas Olimpíadas de nível Internacional.

FH: Sr. Fernando, como é que avalia a participação dos 4 alunos que representam Timor Leste nestas Olimpíadas de Matemática da Lusófona? Quais os resultados?

Fernando Gama: Nós acabamos de fazer uma discussão durante algumas horas sobre os resultados, penso que não vamos ficar atrás dos outros participantes, e isso é uma vantagem para nós, o que é preciso é vontade para trabalhar, os alunos serão brevemente informados. No entanto posso afirmar que estes 4 alunos estão na condição apropriada para representar Timor Leste, realmente não tínhamos uma estrutura mas conseguimos dirigir, posso dizer que neste momento estamos em 3º lugar, Brasil neste momento está em 1º, Portugal em 2º e Timor Leste em 3º.

Esta é uma boa vantagem para nós, vamos continuar a trabalhar para manter um bom resultado. Estou neste momento satisfeito com os resultados e eles ainda vão ficar mais contentes, tenho muito orgulho neles por representar Timor Leste neste campeonato.

FH: Após ter decorrido o campeonato entre os 24 alunos, saíram os resultados em que um dos alunos timorenses ficou em 3º lugar, como reagiu depois de receber esta informação?

Fernando Gama: Fique muito Contente com o resultado, senti orgulho por eles principalmente pela aluna Felisbela Caldas que conquistou o 3º lugar e obteve a Medalha Bronze. Foi muito bom, não é fácil ficar em 3º lugar, mais uma vez tenho imenso Orgulho por eles que representam a nossa Nação Timor Leste neste Campeonato de Matemática onde participaram 24 alunos dos países de CPLP. E eles 4 também estão contentes com o resultado.

FH: Depois deste campeonato o que pretende fazer quando chegar a Timor, tem projectos para o futuro?

Fernando Gama: Nós já temos um projecto, que é o projecto Educativo, portanto não vamos pensar noutros projectos porque o nosso trabalho é aprofundar o conhecimento académico nomeadamente a Matemática. Passo seguinte será criar uma estrutura mais madura e mais pertinente que nos dê vantagem nas próximas olimpíadas.

FH: Acha importante que este campeonato se repita futuramente? Não só na Matemática mas também noutras disciplinas, como Ciências ou Língua Portuguesa, uma vez que a Língua Portuguesa é também nossa língua Oficial?

Fernando Gama: Bom, nesse momento só temos o campeonato da Matemática de Lusofonia. Sim, é necessário que este evento se repita no futuro, e espero que o mesmo seja ampliado também noutras disciplinas. Nós estamos prontos para tentar apoiar estes projectos, porque o mundo não é só feito com Matemática. Se houver outras actividades para além destas olimpíadas vamos trabalhar desde que aja apoio para poder continuar.

FH: Tem alguma mensagem que queria deixar? Principalmente aos jovens?

Fernando Gama: Para os alunos que estão aqui ou fora do país temos que ter vontade para trabalhar, vamos mentalizar para podermos aprofundar aquilo que pretendemos alcançar principalmente na Matemática. Trabalhar e estudar.

Vamos realizar e organizar melhor estas actividades no nosso país porque o futuro ninguém traça. Pode calhar a qualquer indivíduo representar Timor e conquistar um Título, não vamos pensar em antecipar, vamos mostrar quem somos nós e mostrar ao mundo que Timor também tem capacidades tal como outros países.

Entrevista: Sandra de Jesus (A correspondente do Forum Haksesuk em Coimbra) e Arlindo Fa Fernandes (Co-editor, Programador i Designer Grafiku Forum Haksesuk). Edição e Fotografia: Forum Haksesuk. Data: 28/7/2011.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.