VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Lancamento do Plano Estrategico de Desenvolvimento (PED) na Reuniao de Timor-Leste com os Parceiros de Desenvolvimento

O Plano Estratégico de Desenvolvimento para Timor-Leste de 2011 a 2030 será lançado a 12 de Julho, o primeiro dia da Reunião de Timor-Leste com os Parceiros de Desenvolvimento (RTLPD), no Centro de Convenções de Díli. O plano, que estabelece o rumo do desenvolvimento de Timor-Leste ao longo dos próximos 20 anos, resulta de pesquisas, estudos, reflexões e consultas abrangentes por parte do Governo de Timor-Leste, dos intervenientes no país e do Povo.

Em 2010 S. Exa. o Primeiro-Ministro Kay Rala Xanana Gusmão atravessou o país, visitando pessoalmente cada um dos 65 sub-distritos de Timor-Leste com o intuito de discutir as oportunidades e desafios que se deparam à nação, realizando reuniões abertas para uma consulta inclusiva dos cidadãos de Timor-Leste. Desde o início foi considerado essencial que o PED fosse um plano timorense para o povo timorense; um plano “pertencente ao país” e cuja implementação fosse “liderada pelo país.”

A aceitação e ênfase na assunção do desenvolvimento por parte do país são agora apoiadas por todos os principais acordos sobre parcerias de desenvolvimento, incluindo a Declaração de Paris (2005), a Agenda de Acção de Acra (2008), a Declaração de Díli (2010) e, mais recentemente, o Roteiro de Monróvia (2011). Na sua qualidade de presidente do g7+ e de copresidente do Diálogo Internacional de Construção de Paz e Construção de Estados, Timor- Leste tem tido um papel de liderança na defesa de parcerias de desenvolvimento mais eficazes. O g7+ representa actualmente 17 países e cerca de 350 milhões de pessoas espalhadas pelo mundo, procurando assegurar solidariedade e apoio a todos aqueles que procuram as melhores parcerias possíveis no momento em que os seus países dizem “Adeus Conflito, Bem-vindo Desenvolvimento.”

A Reunião de Timor-Leste com os Parceiros de Desenvolvimento que se aproxima oferece uma oportunidade a Timor-Leste e aos parceiros de desenvolvimento para estabelecerem novas modalidades e esforços de envolvimento na coordenação e alinhamento de assistência de desenvolvimento ao plano nacional. A passagem do quadro a curto prazo de Prioridades Nacionais anuais para este PED a longo prazo permite agora um planeamento a longo prazo por parte dos parceiros de desenvolvimento, o que pode conduzir a um esforço mais coeso, evitando a fragmentação, concorrência e sistemas paralelos do passado. Será igualmente possível acelerar o progresso rumo à concretização de metas comuns articuladas no PED, nomeadamente a melhoria da qualidade de vida do Povo timorense e a realização de uma visão totalmente timorense para Timor-Leste.

O Secretário de Estado do Conselho de Ministros, Ágio Pereira, registou que “o nosso caminho rumo ao desenvolvimento está definido pelo povo timorense e pertence ao povo timorense, pelo que podemos caminhar juntos na direcção que pretendemos seguir. Com o nosso PED para nos orientar, e numa altura em que os nossos cidadãos, Governo, Sociedade Civil e Parceiros de Desenvolvimento continuam a partilhar a história de sucesso de Timor- Leste, expressamos a nossa gratidão pelos muitos esforços feitos até aqui e estamos ansiosos por trabalhar juntos ao longo dos próximos dias, procurando formas novas e inovadoras de criar a melhor prática mundial na coordenação da assistência de desenvolvimento, em harmonia e de forma alinhada com este novo plano nacional.”***

Conferencia de Imprensa: Secretário de Estado do Conselho de Ministros e Porta-voz Oficial do Governo de Timor-Leste, Ágio Pereira.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.