VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

terça-feira, 26 de junho de 2007

Ximenes Belo: Haja estabilidade pós-eleitoral

Fonte:INTERNET


D. Ximenes Belo apela à paz pós-legislativas

O ex-bispo de Díli preconiza entendimento entre partidos na formação do próximo governo timorense. O bispo resignatário de Díli, D. Ximenes Belo, manifestou no domingo, em Braga, o desejo de que das legislativas do próximo sábado em Timor-Leste saia “um entendimento” para formar o próximo executivo timorense. Ximenes Belo, que falava no final de uma missa celebrada por ocasião da comemoração do quinto aniversário da independência de Timor-Leste, acrescentou esperar que “haja estabilidade pós-eleitoral”, escusando-se a aprofundar mais comentários sobre as primeiras eleições legislativas da história de Timor-Leste. Na homília que proferiu na missa, D. Ximenes Belo - galardoado com o Nobel da Paz em 1996, conjuntamente com o actual Presidente de Timor--leste, José Ramos-Horta -, apelou aos novos governantes do país para que “evitem a corrupção, o nepotismo e o ódio”. Actualmente, “o mais importante é fomentar todas as acções que possam contribuir para o progresso e desenvolvimento do novo país”, disse.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.