VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

terça-feira, 10 de abril de 2007

A Viragem Politica em Timor-Leste

Timor-Leste está no sentido de uma viragem a nova etapa no seu percurso desde a independência em 2002. Essa viragem é certamente na origem da situação que se encontra criada pela maioria e a hegemonia do partido maioritário a Fretilin. A liderança da Fretilin fez aquilo que não devia. Governou o país, gozou a legitimidade em nome da assembleia constituinte e afundou-se no abuso da confiança do povo. Agora chegou o momento certo de o povo pedir as contas a Fretilin e os seus líderes sobre a aplicação do princípio e compromisso assumidos por estes aquando povo depositou a sua confiança para que estes possam mudar o seu nível da sua vida.
Infelizmente, nada mudou e tornou-se pior do que o povo esperava da Fretilin. Nunca se ouviu os gritos do povo até muitas das vezes o governo insultou aqueles que o pediram ajuda mesmo apenas para matar a fome. Por outro lado os ouvidos do povo foram enchidos com as notícias de que Timor-Leste está com o tempo de vacas gordas, a dever-se, pelo facto, o cofre do estado se engorda todos os meses com os fundos petrolíferos e que nada a dever ao banco mundial ou FMI. Em paralelo disso o que se encontra nas pessoas ligadas ao partido maioritário onde alguns detêm a maior fatia dos projectos operacionais das acções do estado em nome privado, enquanto o povo mergulha-se na pobreza e as dificuldades cada vez maior. É notório nesta campanha eleitoral para as presidenciais, há uma diferença muito grande entre os candidatos, o candidato Francisco Lu Olo Guterres, percorreu lés a lés em dezenas de caravanas de camiões enchidos pela massa apoiantes. Desde a preparação, os cartazes, a publicidade nos meios de comunicação escrita ou audio-visual, em ambiente luxo como se fosse uma campanha feita noutro país desenvolvido. Aqui e acolá constata um enorme número de despesas feitas para a campanha publicitária deste candidato. Enquanto os outros candidatos excluído Ramos Horta, nunca apareceram nos meios de comunicação social tão contraste como do Lu Olo. É curioso saber quanto custa a campanha eleitoral de cada um dos oito candidatos. Quanto custa ao estado para estas eleições ?
E curiosamente o mundo foi surpreendido, incluindo alguns dos jornalistas estrangeiros que acompanharam a campanha de início até ao fim sobre a realidade dos resultados. Embora provisório mas os números obtidos pelo candidato Fernando La Sama Araújo falam por si. Esse apoio dos eleitores ao candidato do PD é uma nota importante para não esquecer na história da política timorense. Porque, o facto de este candidato nunca se apareceu, nem nos cartazes, nem imagens, nem nos meios electrónicos, nem as caravanas por onde passou. Obviamente, o PD é o partido dos pobres e pessoas simples que se verifica na pele e no perfil do Fernando La Sama Araújo, Presidente do Partido Democrático e candidato a Presidente da República de Timor-Leste. O povo entendeu melhor com este jovem candidato do que com o Francisco Lu Olo Guterres, um experiente da guerrilha nas montanhas apoiado pela Fretilin. Mas esses apoios expressos a La Sama são fundamentados pelos factos de que nem o povo aprova a heroicidade evocada e reclamada pela Fretilin, nem um Dr.José Ramos Horta diplomata experiente e laureado com o Nobel da Paz lhe tira o reconhecimento do Povo de Timor ao simples Fernando La Sama Araújo.
Está tudo dito nestas eleições e a obra está feita ! Por isso mesmo, as surpresas caíram em cima dos que não conhecem a realidade dos timorenses. Convém lembrar de que o apoio expresso por eleitores ao La Sama, o líder mediático da nova geração é precisamente um aviso sério aos líderes da actual direcção do partido maioritário e seu governo para que estes se prestem as contas ao povo. O governo deve preparar o relatório detalhado do seu mandato e apresentá-lo antes do fim do seu mandato, com o objectivo de divulgar ao povo de Timor-Leste e a Comunidade Internacional os números dos fundos no quadro de apoio ao povo Timorense para as melhorias das condições de vida e ao desenvolvimento físico do país. Se não o fizer, ou se existirem equívocos das contas do estado, as autoridades competentes devem investigar todos os detalhes de apoios obtidos dos países doadores para averiguar a amplitude da aplicação de fundos no POE em proporção da ajuda.

Por : Victor Tavares

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.