VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

ANTIGO PRIMEIRO-MINISTRO PRATICOU POLÍTICA FAVORECIMENTO

PETRONAS, Companhia de Combustível fornecedor de Gasolinas atribuiu as bolsas de estudo aos 5 estudantes com ligações familiares a Mari Alkatiri e outros militantes do partido FRETILIN para estudar na Malásia.

Fórum-Haksesuk em Díli, Timor-Leste aos 20/01/2009

A Companhia PETRONAS, empresa distribuidora de combustível na capital Díli, da Malásia atribuiu as bolsas de estudos aos 5 filhos de alguns dirigentes do partido FRETILIN incluindo os de ex-Primeiro-Ministro Mari Alkatiri. Foi através da selecção conjunta feita pela PETRONAS e a embaixada da Malásia, os 5 candidatos às bolsas foram submetidos aos testes do conhecimento académico e científico.

Os cinco (5) candidatos conseguiram passar esses testes com base nos critérios exigidos. Mas pelo que o FH constatou junto dos diários Timor Post, STL e Diário divulgados hoje (20/01) de que a comissão da selecção informou ao ex-PM sobre os 5 candidatos que conseguiram passar os testes.

Entretanto, o deputado do CNRT Hugo Costa da FRETILIN-Mudança, confirmou a existência do sucedido caso na PETRONAS dizendo que a sociedade civil já o preocupava desse assunto. O mesmo deputado esclareceu ainda aos jornalistas do TP, STL e JND de que quando ele ainda trabalhava como jornalista já tinha feito as denúncias ao público sobre a questão hoje levantada, de que o anterior governo adoptou uma prática menos transparente nas escolhas para atribuição as bolsas pela PETRONAS.

O deputado que pertencia a FRETILIN do Mari Alkatiri, agora está do lado oposto (FRETILIN-Mudança) apoiou o CNRT do Xanana Gusmão para esta legislatura, acrescenta ainda sobre o problema dizendo que tudo começou a partir de uma visita feita pelo embaixador de Malásia durante a governação FRETILIN, onde atribuição de bolsas eram com objectivo de estabelecer uma boa relação da República Popular da Malásia com os governantes de então.

O que é que o Mari Alkatiri disse naquela altura quando os cinco (5) dos seus e de outros dirigentes não faziam parte dos cinco primeiros da lista?

O PM da altura disse à direcção da PETRONAS: Se os meus não conseguirem as bolsas da PETRONAS, ninguém vai a Malásia para estudar com as bolsas de estudo da PETRONAS.

Da parte direcção da PETRONAS recuou e aceitou os três (3) nomes que sugeridos por Mari Alkatiri e mais dois (2) que conseguiram passar nos testes.

Significava que os 2 candidatos a bolsa passaram os testes de conhecimento académico e científico com mérito enquanto outros 3 foram feitos por via favorecimento.

O ex-PM recusou as acusações disse ontem (19/01) aos jornalistas do TP, STL e JND de que aquando estava no governo como PM não indicou quaisquer nomes dos 5 candidatos às bolsas da PATRONAS. Acrescentou ainda de que a selecção foi feita pelo ministério da educação do anterior governo.
Os 5 bolseiros que fizeram os testes através do ministério da educação. É uma mentira dizer alguns dos cinco candidatos não fizeram os testes, disse Mari Alkatiri ontem no PN.Segundo o deputado Hugo da Costa do CNRT/FRETILIN-Mudança, há informações confirmadas de que os estudantes bolseiros encomendados pela FRETILIN não conseguiram continuar estudar e estão parados sem sucesso.

O jornal Timor Post, STL e JND noticiaram ainda dizendo de que no pacote das bolsas de PTERONAS para estudar na Malásia estava incluído o genro do Mari Alkatiri. Sobre esta questão o Mari sublinhou que na altura ainda não foi genro, só agora é que o meu genro, e disse ainda, o agora genro foi estudar porque passou nos testes, não eu que mandei o nome dele disse Alkatiri ex-PM.

O Mari também reconheceu que entre os cinco candidatos a bolsa existe alguns membros da família de alguns líderes da FRETILIN, porque segundo Mari houve um responsável do distrito que incluiu a sua família na lista. Eu ainda tentava controlar mas não consegui porque já tinham partidos, disse Mari Alkatiri.

Fontes: Timor Post, STL e JND (20/01/2009)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.