VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE

terça-feira, 21 de junho de 2016

SÃO TOMÁS MORE (Inglês), Padroeiro dos governantes e dos políticos

Dom Carlos Filipe Ximenes Belo
Ocorre no dia 22 de Junho a memória de dois santos ingleses: São João Fisher e São Tomás More, mártires. São João Fisher (nasceu em 1469) era bispo de Rochester. Foi Chanceler da Universidade Cambridge. Insurgiu-se contra de Henrique VII e foi condenado à morte em 1535.

Tomás More era leigo e político. Nasceu em Londres em 1478. Estudou em Oxford. De grande cultura intelectual, conhecia bem as correntes que proliferavam pela Europa. Do século XVI. Manteve-se sempre intransigente na defesa dos princípios morais da Igreja. Foi nomeado pelo rei Chanceler do Reino em 1529. O Papa São João Paulo II, publicou uma carta apostólica “E Sancti Tomae Mori”, e que proclamou Tomás More patrono dos governantes e dos políticos (31 de Outubro de 2000), com devida vénia, extraímos: “Fiel aos seus princípios, empenhou-se por promover a justiça e conter a danosa influência de quem buscava os próprios interesses à custa dos mais débeis. Em 1532, não querendo dar o próprio apoio ao plano de Henrique VIII que desejava assumir o controle da Igreja da Inglaterra, pediu a própria demissão. Retirou-se da vida pública, resignando-se a sofrer, com a sua família, a pobreza e o abandono de muitos que, na prova, se revelaram falos amigos.

Constatando a firmeza irremovível com que ele recusava qualquer compromisso contra a própria consciência, o rei mandou prendê-lo, em 1534, na Torre de Londres, onde foi sujeito a várias formas de pressão. Mas Tomás More não se deixou vencer, recusando prestar o juramento que lhe fora pedido, porque comportaria um a aceitação de um sistema politico e eclesiástico que preparava terreno para um despotismo incontrolável. 

Ao longo do processo que lhe moveram, pronunciou uma ardente apologia das suas convicções sobre a indissolubilidade do matrimónio, o respeito pelo património jurídico inspirado nos valores cristãos, a liberdade da Igreja face ao Estado. Condenado pelo Tribunal foi decapitado” e isso no ano de 1535.

Que São Tomás More proteja os governantes e políticos timorenses no desempenho das suas funções ao serviço do Povo e do Bem Comum.

Porto, 21 de Junho de 2016

Dom Carlos Filipe Ximenes Belo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.