VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Congresso  Nacional de Recontrucão de Timor-Leste Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente Partido Democratico Frenti-Mudança FM Partido Socialista Timor Partido do Desenvolvimento Nacional Associação Social-Democrata Timorense União Nacional Democrática de Resistência Timorense União Democrática Timorense Partidu Republikanu Partido Libertasaun Povu 

Aileba Partido Democrática Republica de 

Timor Associação Popular Monarquia Timorense Partido Unidade Nacional Partido Milénio Democrático Klibur Oan Timor Asuwain Aliança Democrática Partido Timorense Democrático Partidu Democrática Liberal Partido do 

Desenvolvimento Popular Partido Democrata Cristão

Português segura a independência de Timor CPLP é instrumento para manutenção de Timor como estado soberano Documentário inédito de Max Stahl exibido na Universidade de Coimbra
TIMOR-LESTE
Ami nia mehi ma'ak Liberta ita nia Rain no Liberta ita nia Povo, Ita hotu nia Mehi ma'ak Ukun Rasik An!".


Memoria 7 Dezembru 1975 - Invazaun Militar Indonesia Mai Timor-Leste
Portugal disse aos EUA que não se oporia à invasão de Timor-Leste
Mengungkap Invasi Indonesia di Timor-Timur

Kopassus veterans mark 41 years since Indonesia's invasion of East Timor

Pertempuran sengit & berdarah di Dili, Kopassus Vs Tropaz

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Apoios da China e a Nossa Resposta Simples para Provocar o Crecimento Economico da RDTL

APOIOS DA CHINA E A NOSSA RESPOSTA SIMPLES PARA PROVOCAR O CRECIMENTO ECONOMICO DA RDTL
.

AUTOR:  SUSUK BU’URUN SAMORO MALIYA’IN

Samoro-Maliya’in
Bem Vindo o Navio da China em Timor-Leste, apos uma navegacao de visitas de Boa Fe’ na mapa global incluindo Brisbane-Australia, a seguir hoje somos o deximo treceira visita no porto de Dili entre os dias 16 a 20 de Janeiro de 2016. 

Um forte abracos de Timor-leste a China e a Comunidade Internacional!

Recentemente a China apresentou o esboco de acordo Cooperacao  Tecnica na area de economia com Timor-Leste relativamente com o apoiu de 100.000.000. RMB ou cerca de 17 Milhoes de Dolares americanas feito em Setembro de 2015 durante a visita Oficial de Sua Excelencia o Presidente da Republica Taur Matan Ruak a China,  com o fim de apoiar o estabelecimento de Armagenagem e industria de Procesamento Alimentar no local de Baucau e no Natarbora-Manatuto.

O esboco de MoU do mesmo esta no processo de consideracao  em coordenacao entre o MNEC, MCIA, Ministerio das Financas e Ministerio de Agricultura com o fim de agendar no Conselho de Ministro para consideracao, apreciacao e aprovacao final com o ultimo destino de assinar tentativamente em Beijing no inicio do mes de Fevereiro do corrente seguidas com o primeiro encontro de Comissao Conjunta entre RDTL-RPC 2016.

Encontro entre linhas Ministeriais feito no dia 12 de Janeiro de 2016 pelas 09:00am, no salao bilateral do MNEC com o objectivo de identificar as prioridades estrategicas da RDTL para  discutir durante a primeira encontro da Comissao Conjunta  entre o Governo da China e o Governo da RDTL em Beijing. A nossa Comissao Conjunta entre ambos os paises e’ considerado como o futuro coluna vertebrata para facilitar qualquer Cooperacao Bilateral entre Timor-Leste e a China.

Como timorense precisamos de unir juntos nas ideias, no nosso Plano estrategico nacional de desenvolvimento nas nossas accoes de responder a China sobre as nossas prioridades nacionais que pode insentivar o crecimento economico, demanda o investimento estrategico com o ultimo destino de Exportacao para aumentar as receitas sustentaveis ao nosso pais.

A evolucao genetica da historia timorense desde inicio ate hoje demanda uma solucao especifico e gradual em alcancar certas metas de desenvolvimento com o fim de provocar outras as areas entrar em vigor na mesma sistema de desenvolvimento nacional em todas as areas.

Reconhecemos orgulhosamente os progressos feitos entre 2002 a 2016 no sentido de Construir a Nacao e o Estado,  reconhecemos tambem os nossos fracasos, os grandes desafios e estamos no processo de responder e preencher os nossos proprios desafios em alcancar as solucoes e materializar o progresso do nosso pais Timor-Leste. Gracas a Deus e gracas aos nossos Herois e Lideres da Nacao como primeiros pioneiros de alicerse e hoje estamos na mesma marcha com a nova missao de libertar o nosso povo e de ser novos pioneiros, novas Herois de hoje em continuar sustentavelmente como grandes e melhores estafetas do desenvolvimento desta terra sagrada do "Bei Lafaek", (avo crocodilo).

Apesar de actuamos como uma nova Nacao valente  Segundo as Leis e a nossa Constituicao da Republica, estamos numa viagem seguro e concientes de ser sincerio e honesto na nossa mirada da situacao real e actual do nosso pais nas imagens do progresso, nas figuras estatisticas cheios de desafios enormes e suas perspectivas de solucoes. 

Somos novo pais com o novo conceito suportados pelas diferentes referencias de desenvolvimento  que existe no mundo desde seculos e seculos. Assim vamos desenvolver as nossas boas relacoes com todos os paises no mundo segundo a nossa Lema universal de ‘’ZERO INIMIGO’’ onde qualquer decisoes do Estado e do Governo sao as decisoes que tem o seu poder natural e universal de desmontar qualquer mas intencoes no mundo global, via as nossas relacoes bilateral, regional e multilateral.

Hoje, chegamos  numa rota cruzeira da primeira pagina, ja mais de uma decade,  onde o espaco que alcancaremos depois de uma viagem longa desde 2002 a 2016 na convivencia com a China, resultou o volume de cooperacoes enormes com lacos de amizades fortes, profundos em saborizar  a confianca e a cooperacao mutua hoje e para futuro. Assim, vamos explorar a China segundo o nosso Plano Estrategico de Desenviolvimento Nacional principalmente com o foco da partida da nossa carroagem de  Agricultura, Floresta e Pesca na estacao do Plano Estrategico.

Estamos concientes de que existe milhares hectares das vargens no territorio como terrenos abandonados (sleeping land), causados pelas diferentes factores como; o impacto de reducao da agua nas ribeiras e irigacoes como consequencias da alteracoes climaticas, cortas das arvores todos os dias em todo territorio por motivo economico, a incapacidade de orcamento annual para desenvolver o sector da Agricultura, Floresta e Pesca, falta de Recurso Humano de boa qualidade e da boa Fe’ para servir com toda lealidade, a questao da Lei de Terra e propriedade, a garantia de  seguranca aos Investidores Nacionais e Internacionais no territorio pelo Estado e Governo, o conceito tradicional dos nossos Agricultores e Veterenaria em desenvolver o sector Agricultura, Florestas e pescas, a mentalidade de 3 dolares, o volume importacao de Arroz  e outros necessidades basicas no territorio rompeu a cultura de pasivismo e pesimismo dos nossos agricultores de continuar sustentavelmente  desenvolver o sector da Agricultura, Floresta e Pesca.

Estes desafios e obstaculos nao vai resistir se hoje podemos iniciar as mudancas com o nosso plano mais realistico de dar as solucoes resilientes em desenvolver sector da  Agricultura, Floresta e Pesca. Por meios de ajudos gratuitas (grand aid) da China para 2016, deveremos desenvolver este sector em coordenacao muito activo com o Ministerio de Agricultura para estabelecer e apoiar empresa Estatal de Timor-Leste em desenvolver Agricultura, Floresta e pesca  com a  especificacao nas plantacoes de Café no territorio incluindo Arroz, Milho, feijoes, Cebolas, Casavas, Cana de Acucar, Coco, Cacao, Frutas e verduras organicas.

A empresa Estatal da RDTL  na area de Agricultura e’ a nova maquina do Governo de lidar com a gestao professional, efectivo e eficiente em organizar os projectos de Agricultura, Floresta, Pesca incluindo criacao de gados, porcos, frangos, cavalos em projectar a nossa firmesa de alcancar o futuro volume de  exportacao de Timor-Leste aos paises estrangeiros principalmente a Indonesia e Australia como mercados potentes e enormes mais cerca de Timor-Leste.

As Instituicoes do Estado, os funcionarios, os que assumiu cargos superiores e cargos de chefia devera mostrar a corragem de solucionar os desafios como nova FALINTlL em realizar os sonhos estipulados dentro do Plano Estrategico de Desenvolvimento 2011 a 2030. Somos a maquina principal  do Governo e do Estado que sempre esta pronta de responder a nossa prontidao de assummir, analizar, discutir e solucionar segundo as Leis e os Planos e o programa do Governo. 

Muitas veses estamos concientes das nossas obstaculo actual e por outra parte negamos os mesmos sem accoes concretas onde reconhecemos os desafios, obstaculo e por outra parte justificamos a todos nas reunioes de que nao temos as condicoes de rezolver os problemas enfrentadas pelo pais. Deveremos gritar ao nosso povo timorense de que somos um povo inteligente e corrajoso em descobrir as solucoes estrategicas, tacticas, eficiente e eficacia em resolver nossos problemas actuais. Nossas  grandes relacoes com o Japao, a Korea e a India, a relacao com a China tambem e’ uma opurtunidade brilhante que podemos aproveitar e explorar em todas as areas de desenvolvimento antes existe as novas mudancas da geo-estrategia, da geo-politica e da geo-Economia no futuro. A nossa questao imporatnte e’ a eficiencia e a eficacia do tempo opurtuno de explorar e preencher segundo o nosso plano estrategico nacional.

O plano estrategico contein o objectivo da continuidade, da sustentabilidade, e podemos considerar como a  nutricao injetadas que pode insentivar, provocar e activar outras as areas dentro do processo de desenvolvimento nacional principalmente criar novas condicoes para o crecimento economico gradualmente. 

Assim, podemos apresentar uma ideia simples, eficiente e eficacia segundo a nossa situacao real de Timor-Leste na area de Agricultura, Floresta e Pesca.  A Empresa Estatal acima mencionada, e’ o Parceiro do Governo via o Ministerio de Agricultura, Floresta e Pesca que otorga plenos dos poderes do Estado em gerir e organizar o sector da Agricultura, Floresta e Pesca com a maneira de involver direitamente todos os Agricultoires, Pecuaria, Veterenaria e pesca do Pais em apoiar o futuro necessidades das  industrias no territorio. A empresa Estatal contratar temporariamente  todos os agricultores com o salario minimo do pais como primeiro insentivo de reactivar o sector de Agricultura, Floresta e Pesca durante 1 a 5 anos em alcancar a independencia dos Agricultores para continuar o mesmo sustentavelmente.

Segundo as Leis, a empresa Estatal de Agricultura tem a sua competencias e plenos poderes do Estado de assumir todos os terrenos abandonados (as vargens) para incluir no programa da Empresa Estatal de Agricultura em reactivar, plantar, produzir e desenvolver diversificamente todos os terrenos abandonados (as vargens)  segundo a potencia de cada regiao do territorio com o objectivo final de empurar o crecimento economico do povo e do pais.

Todas as vargens ou terrenos abandonados sao obrigatorios de cooperar com a Empresa Estatal de Agricultura com o fim de identificar e faser novo estudo de viabilidade em alcancar a diversificacao agricultura e produzir varios produtos para consume nacional incluindo apoiar as industrias com a perspectiva de exportacao.

A politica anterior do Governo sobre "POVO KUDA GOVERNO SOSA", foi uma boa politica e infelizmente sem um bom plano nacional e ambicioso,  sem uma boa organizacao, sem visoes claras, sem objetivo claro, sem uma accao serio e responsabelidade

Precisamos de ter  a grande corragem de plantar nos coracoes do nosso povo e de cada um dos timorenses  o sentimento de grande "ORGULHO", de ser Agricultores profissionais com a orientacao do Mercado e apoio financeiras e apoios tecnicos do Governo via a Empresa Estatal do Ministerio de Agricultura, Floresta e Pesca. 

A nossa preucupacao actual nao e’ a cultura de aguardar em longo praso a evolucao ou a revolucao de mudar o conceito de pensamentos das pessoas (Agricultores) timorenses, alias muitas veses falamos em diferentes occasioes e apresentamos como uma figura pesimistas sem resolucoes, onde somos os proprios fontes de ameacas ao Estado e Governo em relacao com a eficiencia  e a eficacia da maquina do Estado e do Governo em alcancar o nosso plano de RETORNO ao pais preucupado pelo nosso actual Presidente da Republica o sr. Taur Matan Ruak, Dezembro 2015.

A preucupacao  mudancas de "MIND SET", ou o modelo do conceito de pensar do nosso povo pode ser alcancar o melhor nivel nas suas accoes  apos o investimento publico do Governo via a Empresa Estatal de Agricultura, Floresta e Pesca   pode garantir sustentavelmente os rendimentos ao Governo e aos Agricultores (POVO KUDA GOVERNO SOSA) durante o siculo da producao, do processamento Alimentar, da armagenagem com o destino final de exportacao. 

Os Agricultores em todo territorio continuam como os donos das suas propriedades imoveis (terrenos) e por outra parte os mesmos sao os parceiros e autores principais no terreno no baixo da gestao professional da Empresa Estatal de  Agricultura, Floresta e Pesca em desenvolver o sector da Agricultura, utilizando-lhe os seus terrenos, com o ultimo destino de realizar o futuro volume de exportacao e trazer grandes retornos sustentavelmente ao pais e aos agricultores.

Entre o Governo e os donos do terrenos abandonados (sleeping land) existe CONTRATO de Tripartida ( donos do terreno, Ministerio de justica, Empresa  Estatal) em reactivar o terreno para provocar as receitas do pais no futuro.  Este contrato compartilhada  sustentavelmente nos seus primeiros 1 a 5 anos,  pode abrir a porta principal de transmitir as esperiencias aos nossos Agricultores, insentivar os mesmos de sentir orgulho com as receitas aos seus familiares para apoiar a economia sustentavel, seguida com a  demanda do volume de exportacao,  obrigar os Agricultores para produzir junto com a Empresa Estatal em fornecer as necessidades de industrias com o ultimo destino ao mercado regional e internacional.

Com a nossa cooperacao bilateral actual entre Timor-leste e China a Empresa Estatal de Agricultura, Floresta e Pesca de  Timor-Leste, necessita apoiu ambicioso do Governo e do Estado relativamente os  equipamentos pessados, tratores, especialistas timorenses, especialistas bilaterais proveninetes de Bogor Indonesia, de ISRAEL, de CUBA, de Vietnam, da Tailandia, da Malasia,  para organizar e compartilhar o sector de Agricultura, Floresta e Pesca  em produzir e alcancar o  beneficio mutua entre a empresa Estatal  de Agricultura, floresta e pesca e os grupos de Agricultores timorenses em todo territorio de Timor-Leste. 
CONCLUSAO; Este siculo de sistema (modul) rasionalmente, pode rezolver campo de trabalho dentro do pais, provocar o aumento das industrias, provocar o crecimento da economia sustentavel, atrair as pessoas de regressar aos seus aldeias, diminuir o volume de urbanizacao as cidades, aumentar o rendimento dos Agricultores, melhorar a vida das comunidades em todo territorio, aumentar o debito da agua no territorio e trazer as receitas nao petrolifero.

precisamos de levar todas assistencias bilaterais  entrar em nova paradigma (novo pensamento) de receber o mesmo segundo o nosso plano, a nossa prioridades e a nossa necessidades dentro do pais com o fim de multiplica-lo em nossas accoes e alcancar o objectivo comum como; a  seguranca alimentar, o balance entre a Exportacao e Importacao em apoiar sustentavelmente o desenvolvimento  nacional em todas as areas. 

AUTOR; DIPLOMATA, ALUMNI  UNTIM NA AREA DE SOCIO ECONOMIA, POST GRADUACAO NA DEFESA E SEGURANCA INSTITUTO DEFESA NACIONAL-UNIVERSIDADE LISBOA-PORTUGAL  JANEIRO 2014. (VIVE EM MANATUTO).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.