VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Congresso  Nacional de Recontrucão de Timor-Leste Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente Partido Democratico Frenti-Mudança FM Partido Socialista Timor Partido do Desenvolvimento Nacional Associação Social-Democrata Timorense União Nacional Democrática de Resistência Timorense União Democrática Timorense Partidu Republikanu Partido Libertasaun Povu 

Aileba Partido Democrática Republica de 

Timor Associação Popular Monarquia Timorense Partido Unidade Nacional Partido Milénio Democrático Klibur Oan Timor Asuwain Aliança Democrática Partido Timorense Democrático Partidu Democrática Liberal Partido do 

Desenvolvimento Popular Partido Democrata Cristão

Ohin, 7 Dezembru, Tinan 41 Liu-ba Indonesia Invade Timor-Leste (1975-2016)
7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste 7 Dez 1975 Indonesia Kamat Timor-Leste
TIMOR-LESTE
Ami nia mehi ma'ak Liberta ita nia Rain no Liberta ita nia Povo, Ita hotu nia Mehi ma'ak Ukun Rasik An!".


Memoria 7 Dezembru 1975 - Invazaun Militar Indonesia Mai Timor-Leste
Portugal disse aos EUA que não se oporia à invasão de Timor-Leste
Mengungkap Invasi Indonesia di Timor-Timur

Kopassus veterans mark 41 years since Indonesia's invasion of East Timor

Pertempuran sengit & berdarah di Dili, Kopassus Vs Tropaz

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Reportagens fotográficas de Timor-Leste - #10 Mário Viegas Carrascalão

José Ramos-Horta
www.facebook.com/officialramoshorta
"Reportagens fotográficas de Timor-Leste" (PT/ENG)

O Gabinete do ex-Presidente Ramos-Horta publica hoje a décima série de reportagens fotográficas quinzenal sobre o novo Timor-Leste. Todas as imagens são cortesia da Familia Carrascalão
.
#10 Mário Viegas Carrascalão
Mario Carrascalao & Xanana Gusmao, 
Larigutu 1983
Diz-se que na época quem ascendesse ao cargo de Governador de Província na Indonésia em pouco tempo acumularia uma pequena grande fortuna ao fim do seu mandato. Mário Carrascalão seria hoje um homem rico. Uma das formas de enriquecer, muito simples, era guardar para si próprio o equivalente a $30 mil dólares mensais, verba atribuída pelo Governo Central para cada Governador para dar resposta rápida as solicitações de pessoas mais necessitadas. Mário Carrascalão despendia todo esse valor mensal realmente ajudando os mais necessitados. Nunca se deixou subornar por ninguém. 
Os anos do seu mandato como Governador da dita "27a. província" foram os anos de maior abertura do território ao exterior; de oportunidades para jovens Timorenses irem estudar fora de Timor-Leste, em Jacarta e outras cidades Indonésias.
Mário Carrascalão tentava e conseguiu fazer o "jogo" ou o equilíbrio, ganhar a confiança e respeito do Presidente Indonésio, o que lhe permitia ao mesmo tempo fazer braço de ferro com os militares em Timor-Leste. 
Salvou centenas de vidas; forçou a abertura de Timor-Leste ao mundo; conseguiu que milhares de jovens Timorenses tivessem uma oportunidade única de se formarem. 
Mas talvez mais importante, conseguiu convencer o comando militar Indonésio em Timor-Leste a dialogar com Xanana, o que aconteceu no encontro histórico de Lariguto, em Ossu, em 1983. Xanana estava a reorganizar a resistência, na sequência do debacle de 1977-78. 
O comando Indonésio estava determinado a lançar uma nova ofensiva militar de envergadura contra as FALINTIL para "acabar de vez" com a resistência. Xanana que tinha assumido o comando da luta em 1981 precisava de tempo. Pediu a Mário Carrascalão "três meses"; Mário Carrascalão aceitou o pedido de Xanana para convencer o comando Indonésio a "dar mais tempo para o diálogo". 
Mário Carrascalão conseguiu realmente persuadir o Comando indonésio a não relançar uma nova ofensiva militar de imediato. Três meses foi o tempo necessário para Xanana preparar as suas forças e enfrentar uma nova vaga de ofensiva militar que veio a acontecer. 
Não faço aqui o historial exaustivo do papel altamente meritório de Mário Carrascalão na nossa luta. Foi o primeiro Timorense a formar-se superiormente e com notas elevadas. Regressou a Timor-Leste depois dos seus estudos e passou a chefiar os Serviços de Agricultura e Florestas. Foi sempre homem simples, acessível a todos, honesto. 
Ronda os 80 anos de idade, está de ótima saúde; sempre apoiada pela leal companheira e esposa a Dona Milena. Mário Carrascalão continua a viver uma vida simples, sem riqueza, sem ostentação. 
José Ramos-Horta 
https://www.facebook.com/officialramoshorta

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.