VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE

domingo, 22 de junho de 2014

Sugestões para o futuro da CPLP, segundo Feliciano Barreiras Duarte

 
Por Diogo Vaz Pinto 


1. Alargar a CPLP a países que aceitem o essencial dos seus objectivos nucleares.

2. Assumir-se como uma organização económica, porque no mundo globalizado a referência económica é indispensável. Aliás, os números revelam potencialidades extraordinárias: 250 milhões de pessoas, 3,6% do PIB mundial, 6% do petróleo e 1% do gás mundial – nos últimos anos a maioria das descobertas do petróleo e gás foram nos países da CPLP e, nas próximas décadas, entre 15% a 20% da produção de energia do mundo será na CPLP.

3. Aprovar, com carácter de urgência, o Estatuto Jurídico do Cidadão Lusófono (ou da CPLP), para permitir uma melhor circulação de pessoas nos países membros da CPLP. Deverá processar-se a consensualização, para reforço não só dos sentimentos identitários da CPLP, mas também do direito da mobilidade nos seus estados-membros, com harmonização das chamadas leis da imigração.

4. Deverá ser criado e concretizado o Erasmus lusófono (ou da CPLP), que permita uma melhor mobilidade dos estudantes dos vários níveis de ensino. Em termos universitários e de investigação, faz todo o sentido que se encontrem plataformas de entendimento que permitam criar uma universidade da CPLP.

5. Que em Portugal se acabe de vez com a quase apropriação indevida da CPLP, a portugalização da CPLP, porque isso só trará dissabores a Portugal, aos portugueses e servirá de pretexto para condicionar o alargamento e o aprofundamento da CPLP, enquanto organização internacional à escala global.

Fonte: http://www.ionline.pt
Sugestões para o futuro da CPLP, segundo Feliciano Barreiras Duarte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.