VISAO MISAO OBJECTIVO SPORTIMOR FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Memoria: João Viegas Carrascalão hakerek ba Zito Soares

Às 18 de Novembro de 2009 23:40 , OUVINDO O SILENCIO disse...

Zito Soares,

Li com muita emoção as tuas memorias da ocupação da embaixada americana através dos links que a HE gentilmente colocou no fórum. Relato simples e desprendido de uma acção de vulto, decisiva na nossa luta pela libertação de Timor.

Devo antes de mais dizer-te que não eh meu costume comentar quaisquer postings nos variadíssimos blogs que se dedicam a questões de Timor. São muitos mas leio-os quase todos, muito embora o faca em diagonal, na maioria dos casos. Em consciência não poderia manter essa postura face as tuas memorias. Como disse, um relato simples e desprendido de uma acção de vulto e decisiva na nossa luta. Coordenava eu na altura a Frente Diplomática da Resistência e bem me lembro quão difícil foi nessa altura manter viva e dar continuidade as acções despoletadas pelo massacre do 12 de Novembro. A vossa heróica acção trouxe um novo crepitar na chama da luta que ameaçava perder intensidade. Foi uma acção valorosa, direi mesmo heróica , de um punhado de jovens em terras hostis que nos permitiu demonstrar uma vez mais a determinação do povo timorense em conquistar a sua libertação . Uma acção de imensurável dimensão , de coragem, de determinação e destemor frente a todos os perigos, incluindo a vossa própria morte. Um punhado de jovens, sem dinheiro, sem protecção mas destemidos, oferendo a vida pela libertação do seu povo. Que nobreza de espírito e que grandeza de alma. A tua escrita demonstra exactamente isso e essa eh a razao porque não poderia deixar de te oferecer esta simples homenagem, para ti e para os teus colegas. Jovens que tudo deram e nada pedem em retribuição.

Obrigado por relembrar esses não muito longínquos dias, mas que muitos parecem ter-se já esquecido. A realidade dos dias de hoje eh bem diferente desses dias em que todos, todos irmanados pelo mesmo ideal da libertação nacional nos dávamos as mãos , sem preconceitos de qualquer espécie , sem atendermos as diferentes persuasões politicas, confissões religiosas ou estatuto social. Os timorenses, lado a lado com a solidariedade internacional, em busca do cumprimento do mais básico direito do Homem, ser livre e senhor do seu destino. Que fenómeno de solidariedade humana, sem precedentes e impar na historia do mundo. Os teus artigos transportam-me a esses tempos, para que não nos esqueçamos dos nossos jovens de ontem, homens do presente e heróis de sempre. Bem haja e que Deus vos abençoe. Eu jamais vos esquecerei.

Joao Viegas Carrascalao

. Às 24 de Junho de 2011 07:55 , LenaLorosae disse...
http://allma.blogs.sapo.pt/23560.html
http://renetil.blogspot.com/2009/11/memoria-da-ocupacao-de-embaixada-us-em.html

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.