VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

I N T E R F E T
15 Setembro 1999
O Conselho de Segurança da ONU aprova a Resolução n° 1264,
que autoriza a criação de uma força internacional para Timor-Leste (INTERFET)
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
Dezenvolvimentu Nasional presija iha Programa nebeé Programátiku
Reasun Oposisaun ba Programa VII gov
Primeiro-ministro timorense não entende críticas a programas..
Oposição exige explicações ao Gov sobre justiça e reforma adm..
Xanana Gusmão quer "ganhar experiência" como oposição..
Governo quer duplicar receitas domésticas com IVA e impostos tabaco...
Masuk Indonesia Tanpa Paspor, 2 Warga Timor Leste Diamankan Polisi
Opozisaun Rejeita, Programa VII Governu, Alkatiri: “Hau Prontu...”
Timor "satisfeito" novo acordo que regula fronteira com Austrália
Comissão confirma acordo entre Timor-Leste e Austrália

 
 
   

quarta-feira, 13 de abril de 2011

A GOVERNAÇÃO DA AMP NO SEU CONTEXTO DE DESENVOLVIMENTO DO PAÍS

Actualmente o nosso país encontra-se numa situação tranquila aliás estamos a viver em paz com a estabilidade assegurada após um curto interrupção ou seja a nossa vida foi interrupida pela crise de 2006 no qual provocaram o sofrimento físico e mental de que alguns ficaram deficientes, mortos e centenas desalojadas durante meses até o governo seguinte gastaram miliares de dólares a resolver este problema. Nessa altura o governo estava sob controlo do senhor Marí Alkatiri, que era um governo de maioritario da FRETILIN.

Ora bem, não podemos ficar enterrados com o passado, vamos suppor o passado como a bela liçao e por sua vez como trampolim para que possamos levantar com cabeça erguida e com mãos dadas a dizer em voz alta: ‘Adeus o conflito e bemvindo o desenvolvimento’.

Em relação com a expressão acima ditada, o novo governo é o IV Governo Constitucional liderado por comando supremo guerrilheiro ‘Che’ Xanana Gusmão com a famosa sigla Mr. X começou a introduzir no seu governo formado pelos quatro partidos politicos, PD, PSD, ASDT e UNDERTIM (um resultado de coligação) com um programa invulgar chama-se PEDN (Plano Estratégico Desenvolvimento Nacional).

Antes de ir mais longe, queria recordar ou seja sublinhar aqui uns programas dos quais foram implementados antes da divulgação do programa PEDN. Os programas cujos os seus benefícios são para a viabilidade do seu país sobretudo do seu povo foram ‘Pacote de Desenvolvimento e Pacote de Referendum’. Estes programas foram destinados para as infraestruturas em todo o território de Timor Leste. Era uma ideia briliante mas não vale a pena a mencionar, pois houve contradictória opiniões acerca destes programas que foram lançados pelo adversário politico até mesmo no facebook, ouvimos sempre gargalhadas nos cantos do facebook.

Contudo isto, não é um precalço para impedir o seu programa mas pelo contrário é uma certeza para caminhar sempre pela frente com os seus programas planeados com firmeza. Sublinhar aqui duas palavras, isto é Certeza e Firmeza, são palavras chave da CNRT no seu longo percurso desta governação e sem dúvida rumo a vitória na eleição geral de 2012.

Voltamos ao assunto principal, com este programa de PEDN, devemos ter uma grande esperança que o futuro deste país e as vidas do povo desta nação vão-se tornar muito melhor. Se isto traz um resultado positivo, então ‘Che’ Xanana Gusmão estaria em sucesso a guiar este país rumo à prosperidade do Estado e o seu povo, que tinha sido o seu desejo, com um slogan que se diz: ‘Já libertámos a patria e agora vamos ficar juntos para libertar o nosso povo da pobreza e dos analfabetos.

“O Plano Estratégico de Desenvolvimento Nacional (PEDN) é como a Bíblia para a Construção do Estado”

Referi-me particularmente neste plano, não fiquei admirados, pois já sei que era capaz de fazer o seu melhor pela sua pátria do qual foi libertado com sangue e alma e por isso ele dirigiu esta luta com grande risco de vida perante a vigilância dos militares indonésios com os seus inteligentes durantes anos.

Vem a seguir o seu discurso na consultação do programa referido no dia 28 de Abril de 2010 em Baucau é o seguinte: O Primeiro-Ministro afirmou que “o livro sobre o Plano Estratégico do Desenvolvimento Nacional é a Bíbila para a construção do Estado. Depois da consultação nacional em todo o território de Timor-Leste, o Governo irá consultar o Parlamento Nacional para a aprovação, assim qualquer Governo que se seguir pode continuar o plano”.

Tais projectos baseiam-se numa necessidade estratégica para o futuro, para que Timor-Leste possa encontrar a harmonia na região, tirar o máximo proveito dos seus recursos e aumentar os benefícios a longo prazo nas áreas das infra-estruturas, educação, saúde, emprego e evolução do sector público e privado.

Face aos problemas levantados pela população do sub-distrito de Baucau, em relação à água potável, estradas, escolas, hospitais, energia eléctrica, pontes e corrupção nos ministérios, o Primeiro-Ministro explicou: “diz-se claramente no Plano Estratégico do Desenvolvimento Nacional que, de 2010 até 2030, de Tutuala a Fatumea, de Ataúro a Same e Oecusse não podem haver famílias que vivam em casas sem condições. Também está bem definido, no PEDN, que as construções básicas como água potável, electricidade, estradas, têm que estar em condições. Caso estas não existam, a governação não tem valor”

Perante a população do sub-distrito de Baucau, o Primeiro-Ministro afirmou que Timor-Leste é um Estado democrático e por isso é normal existirem ideias diferentes sendo que já é tempo de deixar a violência e construir a Nação.

Espero que todos os partidos politicos estão com disposição do seu programa adequado para entrar em disputa na eleição geral de 2012. Preparemos bem para que possamos realizar uma eleição democrático, isto é uma eleição de voto secreto e directo, sobretudo para alcancarmos um futuro melhor, digamos um Timor diferente e unico no continente asíatico.

Escrito por: Paulino Carmo
Estudante caloiro de direito na UNTL

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.