VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

I N T E R F E T
15 Setembro 1999
O Conselho de Segurança da ONU aprova a Resolução n° 1264,
que autoriza a criação de uma força internacional para Timor-Leste (INTERFET)
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
Dezenvolvimentu Nasional presija iha Programa nebeé Programátiku
Reasun Oposisaun ba Programa VII gov
Primeiro-ministro timorense não entende críticas a programas..
Oposição exige explicações ao Gov sobre justiça e reforma adm..
Xanana Gusmão quer "ganhar experiência" como oposição..
Governo quer duplicar receitas domésticas com IVA e impostos tabaco...
Masuk Indonesia Tanpa Paspor, 2 Warga Timor Leste Diamankan Polisi
Opozisaun Rejeita, Programa VII Governu, Alkatiri: “Hau Prontu...”
Timor "satisfeito" novo acordo que regula fronteira com Austrália
Comissão confirma acordo entre Timor-Leste e Austrália

 
 
   

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

An Australian soldier shakes hands with East Timorese children as he patrols a street along with another soldier in Dili - AFP/File/Candido Alves

6 comentários:

  1. Tan Sa CNRT hili ema Otonomista hanesan Joao Cansio,Julio Tomas Pinto,Abilio Lima, Gil Alves,Sico Kalbuadi ba sai Ministro ga Secretario do Estado?????

    Ne hanesan polimika boot ida ba CNRT...tan karik CNRT nia estrategia ida ba halo rekonsiliasaun ba ema Timor hotu hodi soe ba iha kotuk ita nia pasado no hodi hare ba oin.

    Tan buat ida mak ita Timor iha sempre hare ba kotuk nunka hare ba oin maibe ema hatene se mak ema sira iha leten ne halo antes se sira nee gentelmen lalika simu kargu hirak nee, tan sira la os parte husi prosesu ida ne....tan sa? tan ema sira nee so hanoin deit hetan kadeira.No uluk sira ema nebe hamrik iha oin hodi kontra CNRT.

    Sa mak Joao Cancio atu halo ba Educasaun??? Nia falhanso ba forma DIT atu sai Universidade kredivel agora nia atu kaer Educasaun??? sa mak nia atu halo iha educasaun?

    Joao Cansio uluk dehan se Timor ukun an manu nehan moris.

    Abilio Lima Milisi Pro Otonomi nia Ulun iha Letefoho sunu uma ba rak iha Ermera...

    Julio Tomas Pinto hamutuk ho Oktavio Osorio ba halo demostrasaun kontra novel da paz mak Ramos Horta no Don Karlos belo simu.

    Cico Kalbuadi la tama ba grupo Otonomi maibe Panglima Kalbuadi nia oan hakiak

    Jil Alves Secretario Geral Organisasaun Pro Otonomi KOETBD no FPDK BRTT nia membro???

    ResponderEliminar
  2. BRACKS VAI VIAJAR MUITO ENTRE MELBOURNE E DILI
    .
    A Missão Integrada das Nações Unidas em Timor-Leste (Unmit), criada em Agosto do ano passado para ajudar a restaurar a estabilidade no país, poderá vir a ser prorrogada no próximo mês de Fevereiro, pois o respectivo chefe, Atul Khare, entende que serão necessários mais três a cinco anos para reestruturar a polícia nacional, remodelar o sector da segurança e permitir que a democracia se consolide, conforme explicou esta semana em conferência de imprensa.
    O Presidente José Ramos-Horta solicitara segunda-feira à ONU que ficasse no país até 2012 e pedira à Austrália, que tem a seu cargo uma Força Internacional de Estabilização que partilha com a Nova Zelândia, que se mantivesse ali até 2008.
    Isto quando o Conselho de Segurança se prepara para, na próxima semana, debater mais um relatório da Unmit sobre a frágil situação timorense.
    .
    Entretanto, o primeiro-ministro Xanana Gusmão pediu ao chefe cessante do estado australiano de Victoria, Steve Bracks, que o ajude, como conselheiro, a impedir que Timor-Leste se torne um Estado falhado, contribuindo para colocar em funcionamento uma administração que possa garantir os serviços básicos e gerar muitos mais novos postos de trabalho.
    Bracks, um católico de ascendência libanesa, por o avô paterno ser natural do vale de Beqaa, declarou à imprensa australiana que a sua meta, como conselheiro especial de Xanana, vai ser combater "uma crescente cultura de corrupção", controlando rigorosamente a atribuição de contratos para obras públicas e as nomeações para vários cargos.
    Este trabalhista de 52 anos era desde 1999 o primeiro-ministro do estado de Victoria, cargo que subitamente abandonou para "estar mais tempo com a família" e, também, ajudar Xanana, com o qual regularmente se tem reunido durante os últimos anos. Steve Bracks vai passar os próximos meses a viajar entre Melbourne e Díli, para ajudar Xanana Gusmão a governar.






    Segundo fontes geralmente bem informadas, Bracks vai iniciar o combate à corrupção fornecendo todos os meios necessários às instituições do Estado. Isto é, a ..., nem mais nem menos, do que… Longuinhos Monteiro!
    A estratégia a desenvolver pelo nosso primeiro-ministro Bracks passa por:
    1) “abafar” os processos por corrupção contra Longuinhos Monteiro (caso da venda das cervejas).
    2) Legalizar a corrupção através da criação de uma sociedade comercial que possa camuflar as “luvas” através de ganhos legítimos nos casinos.
    O esquema é este: deixa de haver corrupção e os subornos passam a constituir “ganhos” de “sorte” na roleta dos casinos ou das máquinas de jogos.
    2) Para não criar dificuldades aos investidaores (entenda-se jogadores), o nosso primeiro-ministro Bracks propõe fazer aprovar legislação através da coligação governamental, segundo a qual fica interdito a fiscalização da origem do dinheiro que entre na República Democrática de Timor-Leste.

    ResponderEliminar
  3. As verdades vão sempre aparecendo.
    Então o mr. Alex Gusman andava a prepará-la toda com a sua "família" australiana, da sua querida Kirsty, de Vitória, não é verdade?
    Depois digam que é mentira... e tal. Digam que entendemos mal... e tal.
    Esse tipo é um traidor de primeira!
    Prestam-se Lasama, Carrascalão e Xavier para esta traição? Ajudam mr. Gusman a vender e trair o país com estes Bracks que só nos querem tratar como aborígenes?
    Se não tomarem uma posição perante isto são tão bons como esse grande traidor!
    E Horta? Esse palhaço quando deixa de ser tão "estrangeiro"?
    Meu Presidente? Nosso Presidente?
    É sim Presidente do Território Ultramarino dos ozzies!
    Traidores!

    ResponderEliminar
  4. dr.antonio ramos husik maluk sira hatoo sira nia opini, se la tahan ho lia fuan hirak ne....tutup aja your blog...husik o mesak mak hakerek e hare mesak....
    salam

    ResponderEliminar
  5. Every leaders of the country has the right to chose their own 'consultor or adviser' like Xanana has done as well as Mari during his time as Prime Minister who had a Portuguese adviser. You are good in criticising people from your point of view without looking at your own faulty government in the last five years. It is none of your business whether Horta or Xanana would invite Australia to open a casino in Atauro. If it is for the betterment of many people, why not? No one criticised Mari when he invited Kuwait to explore 'our oil' (it is East Timorese Oil, not Portugal's oil, not Asutralian Oil and not even Mari and Lobarto's family oil) which ended up he was offered a jet plane from Kuwait to use for his holiday to Bali, Qatar, and then Portugal with his family and Rogerio Lobato's family. Why did you lament about 'pobres ficarem mais pobres' without looking at what your leaders had done for the past five years? You guys just a bunch of hypocrites who just think about your own 'bowl of soup'. You are lamenting because you can no longer have the bread crumbs and cheese from Mari's table since he is no longer in power. Shame of you.

    ResponderEliminar
  6. para: jahal kuda tasi_GrAnDe BuRrO


    Ramos Horta e xanana parecem que apenas lutaram para chegar ao poder. Quando o povo estava com eles, o povo era amigo, agora não, porque não escolhe. Que raio de democracia é esta em Timor??'. Será que isto descabe para tumor??? EU e Muitos já suspeitavam antes destes "heróis" apoderarem-se do Poder. Pois veja-se o TOTAL APOIO PÚBLICO QUE O AGORA PRESIDENTE, Ramos Horta . deu à invasão do Iraque pelos EUA e seus acólitos!!!

    Mas...
    Inferno por cá
    A inversa, ainda é mais verdadeiro!


    Oito anos depois do referendo
    Ramos-Horta afirma que timorenses "não aprenderam nada do passado"
    30.08.2007 - 10h05 Lusa

    O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, afirmou hoje, no Parlamento Nacional do país, que os timorenses "não aprenderam nada com o passado", tecendo depois duras críticas à Fretilin.
    E o Iraque, ó Horta???

    Então o Ramos Horta o que tem a dizer sobre o seu inequivoco apoio à guerra do Iraque???

    Podemos ainda salvar Timor?
    O Dr. Ramos Horta tem toda a razão; dá pena ver desperdiçar tantas ajudas e oportunidades dadas aos Timorenses. Como é possível que meia dúzia de pessoas com desmedida ânsia de protagonismo deitem a perder todas as esperanças que o mundo depositou na formação de um novo país. Não será possível que os guerrilheiros da Fretilin percebam que a sua luta, heróica, sem dúvida, já está ultrapassada? É tempo de construção e não de guerrinhas pelo poder. Não será possível o Sr. Reinado e o Sr. Alkatiri tirarem um período de férias para não continuarem a prejudicar Timor?

    Uma farsa
    Como é possível haver paz se o partido mais votado nem sequer é convidado para formar governo. Ganhar as eleições e ficar na oposição só pode originar revolta. Ramos Horta e Xanana são uns vendidos.

    Uma vergonha...
    Já imaginaram o PS ter sido o partido mais votado, como foi muitas vezes, e o Presidente da República convidar o PSD para constituir Governo??? Pois foi o que aconteceu em Timor!!! Esta não lembra ao diabo...

    EGO
    O problema de Ramos Horta parecer de EGO! Centra-se na sua pessoa, centra os interesses do povo de Timor à volta dos seus interesses de prestígio político, e isso até ao ponro de desrespeitar o voto popular : primeiro porque se recusou a reconhecer a vitória eleitoral da fretilin e segundo porque está a dizer mal dos Timorenses que votaram na Fretilin, ou seja considera-se o DONO da democracia timorense!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.