VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
NICOLAU LOBATO
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

Espelho da Realidade
A Esperança Nunca Morre
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
UKUN HAMUTUK?
Sorumutu "Meja Bo'ot" nakonu ho "bua-malus". Sei lo'ok ba malu hela hodi mama hamutuk.
Fretilin
Fretilin - CNRT
Fretilin - PLP
Fretilin - PD
Fretilin - KHUNTO

 
 
   

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Encerramento do 1º Congresso de Ciências da Saúde de Timor-Leste por S. Exa. PM Kay Rala Xanana Gusmão

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE
IV GOVERNO CONSTITUCIONAL

Comunicado de Imprensa Dili,05 de Desembro de 2008

Encerramento do 1º Congresso de Ciências da Saúde de Timor-Leste
por S. Exa. PM Kay Rala Xanana Gusmão

No seu discurso, S. Exa. o PM Kay Rala Xanana Gusmão, realçou o compromisso do IV Governo Constitucional, que consta no Programa do Governo Constitucional, de definir a saúde como um contributo para a formação, expansão e preservação da capacidade humana. Os serviços de saúde serão orientados pelos seguintes valores fundamentais: o direito à saúde, a equidade, com especial atenção para os segmentos mais pobres, a sensibilidade cultural, a solidariedade e a amizade.

Acrescentou ainda o PM que, de acordo com a nossa política, queremos que as populações Timorenses vivam em boas condições de saúde. Para alcançar este objectivo teremos de prestar serviços de excelência e qualidade.

O PM Kay Rala Xanana Gusmão, identificou ainda os problemas que afectam a nossa sociedade: a mortalidade infantil, as doenças contagiosas - malária, SIDA/HIV, hepatites, etc. - e também as doenças não contagiosas - falta de higiene e de alimentação, hipertensão, diabetes e problemas intestinais.

Acrescentou ainda o PM Kay Rala Xanana Gusmão, que a SIDA/HIV aumentou significativamente nos últimos anos, sendo este um flagelo que afecta a nossa população.

Existe vontade política do Governo, para desenvolver uma política de saúde enquadrando a busca de solução para estes problemas.

Aposta na formação

Conscientes de que temos escassez de recursos humanos, necessitamos de formação dos agentes de saúde qualificada e especializada, para que os mesmos possam assim servir melhor a nossa população. A aposta também na investigação e pesquisa, desempenhará um papel muito importante na busca de soluções concretas. Trabalhamos com confiança e energia, segundo de um plano efectivo, e trabalhamos em conjunto para melhorar a saúde da nossa população.

Recomendações do Congresso

O IV Governo Constitucional irá trabalhar com base nas recomendações do 1º Congresso, para poder delinear os planos e estratégias para o sector da Saúde.

Apreço pela participação de Cuba

Na ocasião, o PM reconheceu o papel de Cuba ao participar na formação dos agentes de saúde Timorenses, em Timor-Leste, e em Cuba, na formação dos futuros médicos timorenses.

A solidariedade além fronteiras

Apesar de sermos pequenos em dimensão geográfica, a Saúde é um problema global, que afecta toda a humanidade. Se o nosso sistema de saúde, um dia vier a ser melhor e com abundância de recursos humanos, a nossa actuação terá o seu papel, em prol da saúde mundial, a partir da nossa região. Compete-nos apoiar outros povos irmãos, à nossa volta, como Timor-Ocidental, as ilhas de Alor e Quizar, entre outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.